Comentários de alunos no blog do projeto De carta em carta:

14 - dez /2011

 

Alunos que participaram do

CLI (Clube de Leitura Itinerante)

comentam sobre o livro A Pedra Encantada, de Gil Veloso. 

1.     Recomendo. Muito bom, vale a pena ler esse livro...
 
2.     Recomendo a todas as pessoas de qualquer idade. Essa é a hora de todos virarem criança de novo e navegar nessa belíssima história!
 
3.     Não gostei do livro, achei que ele não tem a ver comigo. A história é lenta para mim. Gostei do irmão da Pedrita, ele é mau, acho que tem um pouco a ver comigo dentro de "casa". Não gostei da Pedrita, ela é a "principal" da história, mas é meio "coitada".
 
4.     Eu gostei do livro por causa do romance de Pedrita e Pedro e por causa do anjo. Eu gostei muito do anjo Ariel, porque ele é o melhor amigo de Pedrita.
 
5.     Achei interessante e gostei mais da Pedrita, porque ela é uma adolescente que se imagina, reflete sua vida de coisas sem igual. Eu gostaria de viver a parte em que ela fica conversando com Ariel. A coisa mais engraçada foi a cena de Pedro recitando o poema a ela. A cena que mais me emocionou foi quando ela saiu gritando seu nome: Clara.
 
6.     Eu gostaria de viver a cena em que Pedrita estava sonhando no paraíso e quando ela achou a pedra encantada e colocou-a no bolso, depois a pedra tremeu e ela colocou-a de volta no chão. E, quando acordou, pensou que o sonho tinha sido realidade.
 
7.     Eu me emocionei com a cena em que Pedrita resolve colocar todas as pedras que ela colecionava de volta ao seu devido lugar, a terra. É difícil abandonar as coisas de que a gente gosta.
 
8.     Eu gostei do livro porque fala sobre a vida. Gostei muito da Pedrita, porque no começo da história ela só gostava de colecionar pedras e, no fim, ela descobre que seu nome é Clara. Eu me emocionei quando ela olhava no espelho todas as manhãs para rezar.
 
9.     Eu gostei do livro porque eu acho o livro diferente e muito legal. O livro não é daquelas histórias que tem nos livros com o começo mau e o final feliz, e porque esse livro não é infantil. E de quem eu mais gostei no livro foi da Pedrita, porque ela não é dessas meninas que são bonitas e, só porque são bonitas, são metidas. A Pedrita não, ela era bonita, mas não era metida, e não era muito vaidosa. E de quem eu não gostei, mas não gostei mesmo, foi do irmão da Pedrita, o Emílio, porque ele falava coisas sem graças para ela. Adorei a ilustração que apareceu o quarto dela, cheio de pedras, não cabia mais nada de tanta pedra, credo! Eu imaginei isso no meu quarto, minha mãe ia me matar se eu fizesse isso.
 
10. Gostei muito do livro. Gostei da Pedrita, porque ela fala o que sente e o que faz e fez, é criativa. Eu não gostei do Emílio, porque ele é chato, impertinente, indigente, mal educado e não respeita o sentimento dos outros, tipo da sua irmã. Eu imaginei um pouco da vida da Pedrita, porque meu irmão não sai do meu pé, também é irritante igual o Emílio, impertinente. Eu achei engraçada a capa do livro, meus colegas falaram que o anjo é pelado, que tragédia! Mas é engraçado. Claro, é mentirinha, eu adorei.
 
11. Não achei tanta coisa engraçada, porque essa história é meio triste, me emocionei quando ela devolveu as pedras.
 
12. Gostei dela ter pedras, nenhum livro fala de alguém que adora pedras. Eu gostei da Pedrita, pois ela é legal. Gostaria de viver a emoção que ela viveu no final, ela se lembrou do nome dela e também ela devolveu as pedras. Eu me emocionei quando ela libertou as suas pedras amigáveis.
 
13. Gostei do livro porque fala na linguagem dos jovens, eu gostei mais da Pedrita porque ela é calma. Eu aprendi que devemos gostar das pessoas como elas são.
 
14. Gostei do livro porque achei interessante, essa história é muito diferente de todas que já li, é mais divertida, e você se distrai lendo. Consegui tirar da história partes que podem ser comprovadas com minha vida. Já estou muito acostumada com "irmão enchendo o saco o tempo todo". Isso é igual na minha vida. Consegui refletir um pouco em cada parte da história, refleti mais no final, quando a Pedrita deixa de ser criança e vira adolescente!!
 
15. Gostei demais desse livro, pois cada página dele é interessante para mim, ainda mais para alguém que gosta muito de ler, como eu. A personagem de que mais gostei foi Pedrita pois era pessoa simples, não gostava de luxo e era uma ótima colecionadora de pedras.
 
16. Gostei muito do livro, ele fala sobre a adolescência. Os personagens de que mais gostei foram o Anjo Ariel e a Pedrita, os dois têm uma amizade inseparável... Não gostei muito do irmão de Pedrita, ele não sai do pé dela. Esse livro tem um pouco a ver com minha vida também, acho que todo mundo queria viver a cena de um livro ou até mesmo de um filme, mas minha vida está bem assim, não quero por e nem tirar nada. Ele conta tipo se fosse a vida dos adolescentes, brigas, namoro e o irmão mala e chato kkk. No fim da história eu refleti que, de uma hora pra outra, ela largou de ser "criança" para virar "adolescente"...E também sobre a natureza...!!
 
17. Porque é muito interessante e nos mostra a realidade de nossa vida. Gostei da Pedrita porque ela não ficou só na primeira fase da vida. Não gostei do Pedro, que implicava com ela. Às vezes aparecem pessoas em nossa vida que só vêm para nos deixar magoada. Às vezes tentamos acabar o namoro, mas não conseguimos. Gostei da parte em que ela decidiu deixar de ser uma criança e virou uma adolescente, às vezes nosso futuro depende de uma decisão nossa.
 
18. Acho motivante a leitura do livro, incentiva alunos a gostarem de ler e, com isso, podem melhorar a aprendizagem. Pedrita foi muito madura na hora em que realmente se enxergou livre das pedras, para poder viver sua vida, com novas experiências. Não sei se no lugar dela eu conseguiria compreender, porque acho difícil se livrar de uma coisa que gosto; não serve pra nada, mas gosto. Se pudesse escolher uma cena para poder viver, escolheria quando ela se imaginou no sonho em um maravilhoso lugar. Seria incrível. O autor conta a história de um jeito que o leitor fica encantado, duro como pedra. Realmente como é bom ler, podemos nos imaginar em qualquer lugar, como se estivéssemos no livro. Momento totalmente só nosso. Num mundo que nós mesmo criamos. Gostei mais da Pedrita, quer dizer Clara, que passou de ser dura para clarear a vida. Essa história fez Pedritas enxergarem como é bom viver.

 

ter, 03/06/2012 - 18:22
Sílvia Fernandes
Offline
Last seen: há 5 anos 30 semanas
Joined: 06/03
Polêmica na literatura infantojuvenil

Muito bem, moçada! Gostei dos comentários. Agora, precisamos conversar sobre literatura.
Aguardem textos e ideias de estudiosos da literatura. Depois disso, voltarei.
Abraços a todos.
Sílvia